fbpx
morar-junto-antes-de-casar
For fun!

Morar junto para depois casar é uma boa?

Para os casais, a decisão de morar junto é um grande passo, e requer reflexão para escolher o momento certo. Esse pode ser um momento de grande dúvida principalmente para as mulheres.

Você está radiante, rindo por aí e todos querem saber o motivo da sua felicidade. A verdade é que você está apaixonada! Vocês já trocaram “eu te amo” e fizeram promessas para o futuro, começam a passar finais de semana e feriados juntos. Logo, estão passando semanas na mesma casa e se dão super bem sob o mesmo teto. Morar junto parece ser um passo natural, um novo grau de compromisso, e vocês estão prontos para encarar essa missão e, depois, casar.

Morar junto pode ser visto como um “test drive”. O casal pode descobrir se é compatível e amadurecer o relacionamento, mas, e como decidir seguir por esse caminho?

Se você está pensando em juntar as escovas de dente, mas tem dúvidas se é uma boa ideia, o post de hoje certamente vai ser útil! Veja, a seguir, algumas informações que vão ajudar a bater o martelo!

Como tomar essa decisão?

Você passa mais tempo na casa do boy do que na sua? Ele já tem mais cuecas no seu apartamento do que no dele? Vocês estão sempre juntos e sofrem com cada separação? Dormir separados já não faz sentido? Em algum momento do relacionamento, as casas “se misturam” e é natural que surja aquela vontade de passar mais tempo com o seu amor. Normalmente, quando isso acontece, a primeira coisa que vem à mente é casar.

Mas, morar junto pode ser uma maneira mais simples de reduzir a distância e os custos, além de amadurecer a relação.

Antes de tomar essa decisão, vocês precisam sentar e conversar. É fundamental entender que o relacionamento vai mudar. A rotina, os hábitos, os gastos e o lado “feio” de cada um podem prejudicar tudo aquilo que vocês construíram até agora.

Se vocês estão dispostos a fazer sacrifícios, tolerar o humor um do outro, perder um pouco da privacidade, pensar duas vezes antes de comprar alguma coisa, ceder nas discussões e dividir tarefas, morar junto pode ser o próximo passo!

Qual é a vantagem de morar junto antes de se casar?

Quando se namora, é muito fácil mostrar apenas sua melhor versão ao outro. Afinal, você não quer estragar aqueles preciosos momentos que passa com o mozão! Por isso, controla suas manias e instintos para agradá-lo e fazê-lo feliz. Mas, no dia a dia, isso não é tão simples assim, e morar junto é a melhor maneira para realmente conhecer o seu parceiro, impor limites e negociar algumas coisas.

Outra vantagem de morar junto antes de casar é estruturar o lado financeiro. Se vocês desejam fazer uma festa bafo, terão que engordar os cofrinhos antes! Viver sob o mesmo teto ajuda a ver como o seu par lida com isso e a amadurecer financeiramente.

Tudo isso, é claro, sem falar que é super gostoso! Vocês podem sentir o gostinho de uma vida a dois! Morar junto é preparar um jantar e receber os amigos, é cantar junto enquanto preparam o almoço ou lavam a roupa, comprar aquele lanche que o outro tanto gosta e deixar na geladeira para que ele perceba, poder fazer maratonas de seriados, sem se preocupar com a hora de ir para casa, é combinar que você lava a louça se ele cozinhar…

Quem mora junto tem direitos?

Ao contrário do que muita gente pensa, não é preciso casar para ter direitos. Legalmente, as obrigações e os direitos de quem mora junto são os mesmos.

Morar junto constitui uma união estável, isso significa que todos os bens que forem adquiridos terão que ser divididos, caso algo não dê certo. É importante lembrar que a lei não determina um período mínimo de convivência para considerar esse tipo de união, apenas que o relacionamento represente uma entidade familiar.

Quem paga o quê na casa?

Morar junto parece ser muito mais fácil e econômico – o fim da burocracia -, só que não! O fato de você não usar uma aliança na mão esquerda, e nem ter feito uma festança de casamento, não significa que você não tenha obrigações!

As “regras” de convivência são as mesmas, e é preciso ter muito bom senso. Ficar juntinhos tem muitas vantagens, mas, a partir do momento em que vocês juntam os chinelos, também é preciso dividir as contas, as tarefas, o espaço e até mesmo o controle remoto e a playlist do YouTube!

Para decidir quem paga o quê na casa, não tem escapatória: é preciso dialogar. Que tal pagar as compras no supermercado e ele o aluguel? Ou, então, assumir a conta da luz e ele a internet? Assim, o orçamento não fica pesado e vocês podem economizar para depois casar.

Posso fazer chá de cozinha?

É claro que pode! O chá de cozinha ou de casa nova é um momento delicinha para você reunir pessoas especiais e celebrar – e ganhar vários mimos para o novo lar, é claro!

Como morar junto para depois casar é cada vez mais comum, não existe mais tanto preconceito e as pessoas não vão olhar torto se você quiser fazer um chá quando decidir juntar os boletos!

Morar junto é ter que ir ao supermercado, descobrir o preço do amaciante, escolher uma cortina que agrade aos dois! Essa é uma forma de aumentar a sintonia do casal, ver como o relacionamento funciona na vida real e se preparar para o casamento.

E então, pronta para morar junto? Que tal mostrar esse post para o seu amor? Até a próxima!

GUIA PARA
NOIVAS SEM TEMPO
O “GUIA PARA NOIVAS SEM TEMPO” irá ajudá-la, de um modo muito fácil, a planejar sua festa de casamento durante o horário de trabalho sem perder em produtividade e, o mais importante, sem perder o emprego!
Promoção Salve a Noiva e JPlay