fbpx
Inspiração

Confira aqui o significado das tradições de casamento mais famosas!

Cada cultura possui as suas tradições de casamento — e no Brasil, não seria diferente. Veja o meu post especial com as principais delas e os seus significados!

Todas as culturas do mundo celebram rituais de passagem, seja na alegria ou na tristeza. O casamento, por exemplo, é uma das cerimônias mais festejadas de todas e celebra a união de duas pessoas. E sabemos que nessa celebração, super tradicional, há regrinhas bem antigas, como a obrigatoriedade que a noiva tem de usar um vestido branco. Já parou para pensar nisso? Pois bem, hoje, resolvi vir até aqui e conversar um pouco com você sobre as tradições de casamento.

 

Até hoje, a maioria dos brasileiros que estão perto do altar costumam seguir — à risca — os rituais típicos do país. Esse é o caso da troca de alianças, do buquê carregado pela noiva, do véu e, até mesmo, da chuva de arroz, que é muito comum no fim da celebração.

Após essa introdução, aposto que você ficou curiosa para saber mais. Como o Salve a Noiva também é cultura, meu bem, ao longo do post, vou contar tu-do sobre a origem das superstições mais populares entre os pombinhos. Bora descobrir? Vem comigo!

Tradições de casamento: o clássico vestido branco

Já estamos cansadas de saber: noiva se casa de branco. Mas afinal, como, onde e por que surgiu essa regra? Bom, noivinha, posso te afirmar que essa tradição surgiu há tempo, lá por volta de 1840, na Inglaterra.

Tudo começou com o casamento da Rainha Vitória, que fazia questão que o seu evento fosse impecável e o melhor de todos os tempos (nada muito diferente de nós, não é mesmo?).

Na época, as mulheres tinham o costume de usar modelitos em vermelho ou dourado para dizer o tão esperado “sim” — mas a Rainha resolveu quebrar esse padrão e entrou na igreja vestida de branco.

Para ela, essa cor era excelente para transmitir alegria e amor. A moda pegou tanto que, até hoje, seguimos muito bem esse requisito. Super fofo!

Foto: hochzeitsfotografie-koeln.de

Tradições de casamento: o buquê da noiva

O buquê da noiva é uma das tradições de casamento mais antigas da história — não somente do Brasil, como do mundo.

O adereço teve origem nas cerimônias ainda durante a civilização greco-romana só que, na época, no lugar das flores as mulheres utilizavam ervas. O objetivo era um só: espantar os espíritos malígnos e atrair as “good vibes” para a união.

Com o passar dos anos, a tradição foi sendo repaginada, como aconteceu no século XIV, quando os franceses decidiram substituir as ervas por flores charmosíssimas e mega perfumadas. Não deu outra: até hoje, não há uma noiva no planeta que suba ao altar sem um belo buquê.

Foto: bestweghitlosstriomsk.ga

Tradições de casamento: a troca das alianças

Outra tradição muito conhecida nos casamentos, é a troca das alianças, em que, tanto o noivo, quanto a noiva, usam um anel no dedo anelar esquerdo. Você pode até imaginar que esse ritual é recente, mas acredite: a sua origem é datada de 5 mil anos atrás, lá no Egito.

Na época, as pessoas escolheram utilizar o anel redondo para representar o amor, justamente por conta de seu formato circular — que simboliza o infinito — exatamente como é o amor de um casal apaixonado.

E tem mais: o dedo escolhido para carregar esse símbolo também tem muito significado. Há séculos atrás, os egípcios acreditavam que o dedo anelar possuía uma conexão direta com o coração. Será que existe uma tradição mais linda do que essa? Difícil!

Foto: bridalmusings.com

Tradições de casamento: a chuva de arroz

Para que um casamento seja completo, ele PRECISA ter uma bela chuva de arroz. Essa prática, hiper tradicional, é realizada pelos próprios convidados, que recebem um punhadinho de arroz e o jogam nos noivos enquanto eles estão indo embora da cerimônia.

Hoje, alguns casais mais descolados resolveram modernizar o ritual e, em vez de utilizarem o arroz, apostam na chuva com bolhas de sabão, confetes e por aí vai. E será que você já se perguntou de onde surgiu esse costume? Ao que tudo indica, a chuva de arroz veio da China e a sua origem já tem mais de 4 mil anos.

O motivo? Simples: lá, o arroz é visto como sinônimo de prosperidade e fartura e, sempre que possível, as pessoas lançam o grão sobre quem está se casando para que o casal tenha muita sorte ao longo da vida a dois.

Foto: marthastewartweddings.com

E então, noivinha, curtiu aprender mais sobre as tradições de casamento? Aproveite e compartilhe o post nas suas redes sociais. As suas amigas merecem se aprofundar no assunto também! <3

GUIA PARA
NOIVAS SEM TEMPO
O “GUIA PARA NOIVAS SEM TEMPO” irá ajudá-la, de um modo muito fácil, a planejar sua festa de casamento durante o horário de trabalho sem perder em produtividade e, o mais importante, sem perder o emprego!
Promoção Salve a Noiva e JPlay