fbpx
montando orçamento do casamento
Planejamento

Dicas para montar o orçamento do casamento sem errar

Descubra como montar o orçamento do casamento com as dicas que preparei. Com esse passo a passo ficará difícil de você errar e ficar sem grana!

Podem falar o que quiser, mas convenhamos que, se tem uma coisa que molda o formato de uma festa de casamento, é o orçamento disponível para o evento. Não adianta, tomamos nossas decisões (ou devemos tomá-las!) de acordo com aquilo que podemos (e queremos) gastar.

Se o dia mais importante da sua vida está prestes a chegar e você se deparou com esse “pequeno detalhe” de organização, o post de hoje foi feito sob medida para você! Eu sei, montar o orçamento do casamento parece um quebra-cabeças com peças faltando, mas, na verdade, pode ser a salvação para que a situação não fuja do seu controle e você não comece a vida a dois a três – você, seu cônjuge e as dívidas!

Veja nossas dicas a seguir!

noiva olhando para cofrinho

Organização do casamento: como será feita a sua?

Primeiramente, você deve definir se a organização de sua festa de casamento será feita por vocês ou por um profissional da área – organizador de eventos, cerimonialista, assessor de casamentos, etc.

Se sua organização for conduzida por um profissional, ele irá orientá-los sobre como desenvolver e definir seu orçamento do casamento. Já se for feita sem o auxílio de um fornecedor, seu primeiro passo é verificar a verba disponível para o evento, como veremos a seguir!

Como encontrar o seu budget?

Você já parou para pensar quanto investimento este evento merece? Ou seja, quanto ele representa para você? Esse é o ponto de partida para determinar o quanto da sua renda, ou até de suas economias, será destinado para esse grande dia.

A partir disso, os noivos devem fazer um balanço entre razão e emoção, e entender quanto do seu dinheiro pode ser investido na festa, sem prejuízos ao seu bem-estar.

Nada de ficar endividada pelo seu casamento, certo? Assim, você já estaria começando errado! Após determinar esse budget você vai perceber que – mesmo que ele não seja tão alto como o idealizado – ficará muito mais fácil de dar os próximos passos para a construção do seu evento e tomar as melhores decisões para realizar sua festa.

Quando começar a planejar o orçamento do casamento?

Nunca é cedo demais para começar! Aliás, quanto mais tempo você demorar para começar a se planejar, maiores deverão ser suas despesas! Isso porque você terá menos tempo para negociar, pesquisar, pechinchar, etc.

Um ano de antecedência é um bom prazo, que vai te trazer segurança e tranquilidade. Comece aos poucos e sem pressa, vá analisando seus gastos, faça pequenas economias, vá contatando possíveis fornecedores e solicitando orçamentos.

Você verá que vai conseguir melhores negociações e, até mesmo, maior controle sobre as suas despesas. Se você não tem todo esse tempo até o seu casamento, não se desespere! É possível, sim, em um menor espaço de tempo, desenvolver um bom planejamento e fazer o orçamento do casamento. Se essa for uma tarefa conjunta feita pelos noivos, madrinhas e padrinhos, então, você ganhará muito tempo!

Como se manter organizada durante o processo de desenvolvimento do orçamento do casamento?

Manter o foco é essencial para não cair em tentação e estragar todo o orçamento do casamento! Por isso, uma dica muito importante é fazer uma relação de tudo aquilo que será preciso para a realização da sua festa. É tudo mesmo, ok? Até os pequenos detalhes!

Uma planilha pode ser uma boa opção para isso – para as noivinhas mais tecnológicas, há, também, aplicativos que auxiliam na tarefa, como o Marieé e o Wedding Plandroid. Coloque o tipo de serviço necessário, o fornecedor, o valor estipulado, etc.

Mantenha esse seu controle sempre atualizado, para ir gerenciando os gastos e cortando aquilo que for preciso para manter seus custos dentro do previsto.

Na hora de colocar em prática, não deixe de se ater a esta planilha para tomar as decisões e ver o que realmente precisa ser contratado. Como dica, dentre alguns itens que podem estar presentes nesta relação estão salão de festas (toda a infraestrutura), decoração (mesas, cadeiras, flores, toalhas, adereços…), iluminação, sonorização, buffet (comes, bebes, sobremesa), foto e filmagem, estacionamento, vestuário (noivo e noiva), lembrancinhas, etc.

Quais são as suas prioridades?

Definir as prioridades também é uma forma de organizar o orçamento do casamento. Quem sabe organizar aquela planilha citada acima por prioridades ajude você a não deixar de lado os itens mais importantes?

Assim, você coloca primeiro os gastos que são essenciais e depois aqueles outros que são avaliáveis – ou seja, que serão absorvidos apenas se sobrar orçamento. Lembrando que as prioridades devem sempre envolver a estrutura do ambiente, os comes e bebes e a segurança do evento. Esses são os pontos de partida de uma boa festa de casamento, você não concorda?

Como fica o orçamento do casamento com os custos de última hora?

Você sabe, por mais detalhista que sejamos, imprevistos sempre acontecem! Por isso, o seu orçamento precisa prever uma margem extra para eles!

A dica especial é que você deixe uma reserva de dinheiro destinada para esse tipo de situação. É sempre nos 45 minutos do segundo tempo que as coisas acontecem e se você não estiver com tudo sob controle, além de seus nervos, poderá colocar em risco a qualidade da sua festa.

Essa reserva não precisa ser muito grande, apenas o essencial para pequenos custos extras. Podemos calcular uma média de 10% do valor total do orçamento. Se ela não precisar ser usada, melhor ainda: você pode acabar aproveitando-a em sua lua de mel! Mas sempre dizem que o seguro morreu de velho, não é? Nesse caso, acho que vale mesmo a pena seguir esse ditado e não correr riscos desnecessários!

Como funciona o pagamento?

Quando falamos em uma festa de casamento, consideramos diversos fornecedores diferentes, que trabalham de formas específicas e, também, com modos de pagamento diversificados. Por isso, ficar atenta a esta questão durante o contato com cada um deles é imprescindível para um bom planeamento e orçamento do casamento.

Verifique a forma de pagamento que cada parceiro trabalha para que consiga organizar os seus próprios prazos e controle de gastos. Não esqueça de tentar negociar melhores condições e descontos, considerando sempre a questão de não fazer o pagamento integral à vista (principalmente antes do evento). Você precisa sempre ter a garantia de que os serviços serão prestados coerentemente e o pagamento posterior pode ser uma boa alternativa assegurar isso.

No entanto, muitas vezes, conseguimos uma negociação melhor pagando à vista antecipadamente. Se for o caso, não esqueça de firmar um contrato de prestação de serviços, contendo todos os detalhes de sua negociação.

Viu só? Nem vai ser tão difícil assim estipular o seu orçamento do casamento e colocá-lo em prática para a organização de um dos dias mais especiais da sua vida! Com um pouquinho de organização e bom senso, você vai ver que seu planejamento será um sucesso e dará o suporte necessário para uma festa maravilhosa!

E então, gostou das minhas dicas para montar o orçamento do casamento sem errar? Já passou por isso e tem algum conselho extra para dar para outras noivinhas em desespero? Então, deixe sua mensagem nos comentários e até a próxima. 

GUIA PARA
NOIVAS SEM TEMPO
O “GUIA PARA NOIVAS SEM TEMPO” irá ajudá-la, de um modo muito fácil, a planejar sua festa de casamento durante o horário de trabalho sem perder em produtividade e, o mais importante, sem perder o emprego!
Promoção Salve a Noiva e JPlay