Planejamento

Economias básicas no casamento

Quando falamos de R$10.000 como orçamento do casamento parece muito dinheiro, mas sabemos que é apertado. Milagre é quem consegue fazer por menos disso! Mas isso é um valor que pode mudar, cada casal trabalha de acordo com seu bolso.

O valor não importa tanto quando queremos economizar, todos os casais em alguma etapa, sentem uma pressão ao perceberem que as coisas são caras e que talvez o orçamento estipulado não dê. Tem pessoas que já começam contando cada real gasto, outros sentem essa necessidade no final do planejamento.

Para economizar na festa de casamento existem itens básicos que vou listar abaixo, dá para mexer sem que as pessoas percebam. Como eu acredito que para tudo tem uma solução, aqui vão algumas dicas para economizar em seu casamento!

RECEPÇÃO

É a parte mais cara depois do buffet. Pensando com calma você consegue encontrar locais alternativos para pagar um preço mais barato e até mais legal para casar. Uma recepção no quintal, na sua chácara ou na de um amigo pode ser tão divertida e mais íntima do que em um salão ou restaurante.

Se você prefere alugar um espaço pode escolher dias da semana (segunda) como véspera de feriados ou feriados, horários alternativos como sábado à tarde e domingo no almoço. Como são dias pouco utilizados os espaços sempre dão bons descontos para quem escolhe essas datas.

CONVITES E IMPRESSOS

O convite é dá o tom da festa a seus convidados, é a primeira impressão da festa e o que ele pode esperar. Mas, as pessoas vão lembrar do evento e não do convite. Uma hora ele vai para o lixo vamos ser sinceros.

Escolha papeis recicláveis e mais simples, o tradicional branco não sai de moda nunca. Também dá para arriscar imprimir em casa, basta comprar folhas de impressão com uma qualidade um pouco melhor .

LEMBRANCINHAS

O nome já diz, lembrancinhas…um agrado, uma lembrança a seus convidados por isso não precisam ser extravagantes! Muitos utilizam só o bem casado mas se você acha pouco coloque uma medalhinha nele ou dê pequenos vasos de flores que você mesma pode fazer!

Quando a lembrancinha não é comestível e não tem uso para o convidado, ele sempre joga as lembrancinhas depois de um tempo.

CARRO DA NOIVA

Alugar carros não é tão barato assim. Você pode pedir para alguém que tenha um carro bom te levar, ou pular esta etapa. Ninguém vê a noiva chegando na festa, a saída só vemos se for da igreja para a recepção.

RECEPÇÃO

Almoços e brunchs são bem mais baratos e informais que um jantar. Você pode servir um churrasco ou uma comida típica de sua região.

MÚSICA

DJs são sempre mais baratos do que bandas ao vivo. Em casamentos bem intimistas não tem nem a necessidade, uma caixa de som com seu celular e suas músicas preferidas já resolve!

FOTO + VÍDEO

Essa é uma lembrança necessária! Fica difícil falar em economia pois um bom profissional faz toda a diferença e se as fotos ficarem ruins você vai se arrepender para sempre, e pior, só vai descobrir depois da festa. O que você pode fazer é uma boa pesquisa e negociar para ter bons descontos.

Se além da festa você deseja sair de lua de mel, tente equilibrar o tipo de casamento que você imagina com o tipo de lua de mel que quer. Por exemplo, se quero uma lua de mel no exterior faço uma festa mais simples ou bem intima. Se você está economizando para comprar uma casa, reformando ou ainda vai pagar a festa mesmo depois dela ter acontecido, deixe a lua de mel para depois, ela pode esperar um ano. Ou faça uma mini lua de mel em um local pelo Brasil.

A festa é sobre o amor do casal, e pra que isso fique perfeito você precisa dos familiares e bons amigos, eles que darão o ritmo e a alegria deste momento. Um casamento gigante e caro não é sinônimo de diversão e felicidade.

Junte-se ao
Uma vez por semana lhe enviaremos nossa seleção de insights, tendências e tudo o que você precisa saber para que o grande dia seja inesquecível!
GUIA PARA
NOIVAS SEM TEMPO
O “GUIA PARA NOIVAS SEM TEMPO” irá ajudá-la, de um modo muito fácil, a planejar sua festa de casamento durante o horário de trabalho sem perder em produtividade e, o mais importante, sem perder o emprego!