noivos se beijando na saída da cerimônia
Planejamento

Segundo passo para organizar seu casamento sem estresse

Não saber como começar a organizar uma festa de casamento é normal. São dezenas de ideias, passos e decisões a serem tomadas que a gente fica confusa mesmo. Depois de te contar qual o primeiro passo, agora te mostro as decisões que precisam ser tomadas antes de você encontrar seus fornecedores.
Ser organizado logo no início do planejamento do casamento garante maior tranquilidade durante o trajeto. É imprescindível que tudo seja falado, discutido e anotado, para que mais à frente você não tenha problemas.

Já comentamos que o primeiro passo para começar a organizar uma festa é fazer um brainstorm (tempestade de ideias), ou seja, aquele momento em que os noivos expõem sua preferências sobre o estilo do evento. Depois de tomar decisões sobre qual linha decorativa seu casamento terá, chega a hora mais tensa. O momento de tomar decisões realistas sobre as questões financeiras, não somente de como será a festa, mas de como ela será paga!

5 Primeiros passos para começar a organizar uma festa de casamento

Qual será o seu orçamento?

Discuta com seu noivo qual o valor estimado para a festa. Quanto gostariam de pagar e qual o limite que vocês podem gastar.

Isso é primordial para que o dinheiro seja bem controlado e gasto nas coisas certas. Dependendo do valor a ser gasto, pode ser que vocês cheguem a conclusão de que precisam de mais tempo para gerir estes gastos com mais tranquilidade e liberdade para escolher tudo o que desejam.

Os familiares também entram nesta história. O ideal é que cada um converse com seus pais, separadamente, para não gerar constrangimentos, afinal, o assunto é dinheiro. Este é o momento de descobrir se somente os noivos pagarão pelo casamento ou se terão alguma ajudazinha das respectivas famílias, seja com dinheiro ou itens como o vestido de noiva e o espaço da cerimônia.

Anote todas as decisões tomadas, para que futuramente não passe uma situação constrangedora – aquela de quem disse que iria pagar o quê de repente esquecer que iria contribuir.

 

decoração de casamento com vasos suspensos

 

Quais são suas prioridades?

Liste tudo que não pode faltar em sua festa. Uma banda, um vestido importado ou um local especial de que vocês fazem absoluta questão. Estes itens são os imprescindíveis, que devem ser contabilizados primeiro no orçamento. Há coisas que podem ser pagas antes das outras, o que gera uma economia. O que não for prioridade, pode entrar num momento posterior em sua lista.

Quanto o noivo estará envolvido nisso? 

Muitos noivos não gostam de participar de decisões com relação a decoração, igreja ou escolha de doces, por exemplo. Deixam a cargo da noiva estas escolhas. Outros, são ainda mais desligados, e acabam se envolvendo com as questões da festa somente no final, nas decisões que realmente precisam de uma definição da parte deles.

Pergunte ao seu amado sobre o que você pode decidir e no que ele gostaria de opinar. Assim você não cria expectativas e pode dar andamento aos trabalhos sem preocupações.  Só não se esqueça de contar a ele sobre as decisões tomadas, pra que ele fique ciente de tudo. Isto evita ocorrências futuras do tipo: “Porque você contratou esta pessoa? Porque gastou tanto?”

por onde começar a planejar uma festa de casamento. Casal estilo hippie cortando o bolo

O cerimonialista

O cerimonialista é um profissional que pode ajudar muito no planejamento do casamento, especialmente se for contratado logo no inicio. Ele pode indicar os melhores fornecedores para o seu perfil de festa e orientar a sequencia de passos a serem dados em cada etapa, para que tudo saia a contento, dentro dos prazos.

O cerimonialista também pode ser contratado somente para o dia do evento. Porém, neste caso, quando algo sai errado com os fornecedores, por exemplo, a responsabilidade não será dele, sendo até possível que ele não consiga dar conta de algum imprevisto, uma vez que não esteve envolvido nas outras etapas do processo.

O ideal é consultar um profissional, bem indicado, de preferência, e verificar as opções que o serviço dele contempla. Aí decida pelo que lhe parecer melhor no seu caso.

Monte uma planilha

Na busca por fornecedores você pode se perder, com tantas informações. São muitas pessoas disponíveis no mercado e a variedade de opções pode confundir um pouco. Pode ser que apareçam vários orçamentos enviados por e-mail, e você nem saiba como aquele profissional ou empresa teve conhecimento dos seus dados.

Para facilitar nesta parte, a dica é montar uma planilha com o nome do fornecedor, local, valores e pontos positivos, para que fique mais fácil decidir. Após fechar os contratos, mesmo que com o auxilio de um cerimonialista, é recomendável que mantenha consigo os dados de todos eles, com preço total e datas de pagamento de boletos, para que tudo seja controlado e não ultrapasse demais seu orçamento.

Se no meio do caminho perceber que sua conta está no limite, é melhor rever se a festa poderá acontecer realmente no prazo desejado, se será necessário mais tempo ou, ainda, se vocês poderão abrir mão de algumas coisas para segurar a grana!

Quem tem a palavra final?

A palavra final deve ser sempre dos noivos, mesmo que a família esteja ajudando financeiramente o casamento. É importante, desde o começo, deixar claro que a ajuda é bem-vinda e recebida com muita gratidão, porém as decisões finais serão sempre dos noivos. Use de docilidade e educação, o famoso jeitinho, pra estabelecer os limites nas opiniões alheias.

Se mantiver foco no planejamento, de forma organizada, tudo dará certo! Planejar custos parece chato, mas é um item essencial, que precisa ser feito. Há noivas que acabam pegando gosto pela coisa e até montam diários sobre os preparativos do casamento, as decisões, as providências, etc, e o guardam de recordação.
Foco, paciência e determinação são as palavras-chave deste momento.
Junte-se ao
Uma vez por semana lhe enviaremos nossa seleção de insights, tendências e tudo o que você precisa saber para que o grande dia seja inesquecível!